A duquesa feia

Eloisa James

Editora: Arqueiro

Páginas: 272

Ano: 2018

Sinopse:

Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas. Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia? Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado. Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses. Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote. E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação. Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.

“- Eu não sabia, mas você já era minha.” (Página 50)

Quem não é apaixonado pelos bons e saudosos contos de fadas? Eu particularmente amo. Mas e em relação a releituras de contos de fadas? Ah… sobre esse assunto, não tem ninguém melhor do que a talentosa Eloisa James. Nesse terceiro livro da série Contos de Fadas, temos uma releitura da história do patinho feio. Acredito que todos se lembram bem dessa história correto? Se quiser refrescar sua memória, clique aqui.

Em A Duquesa Feia conhecemos a vida de Theodora Saxby, uma jovem dama que aos olhos da sociedade, não é nem um pouco bela. Um verdadeiro choque se instalou em Londres quando o duque James Ryburn que era lindo como uma pintura grega, a pediu em casamento. Os jornais passaram a publicar noticias de que o casamento não duraria muita coisa.

“No tempo Antes, ela tinha fpe. Tinha amor.
No tempo Depois… teve a verdade.” (Página 103)

Theo amava James e em seu coração o casamento duraria a vida inteira. Até que acidentalmente ela descobre que as coisas não eram o que ela acreditava ser, e o que James queria era o seu grandioso dote. Como os jornais noticiaram, o casamento não durou.

James não desistirá de provar para Theo que ele sempre a amou, que ela foi os seus olhos durante os momentos de escuridão e que não importa que ela tenha se transformado em um lindo cisne, afinal, para ele, Theo sempre foi linda. E ela descobrirá que no coração de um pirata, existem muitas surpresas.

“Ela era seu coração, sua outra metade. Preenchia todo o vazio de alma que ele tentara desesperadamente preencher com escapadas piratas…” (Página 175)

Esse livro me surpreendeu de inúmeras formas. Uma surpresa positiva é claro rs. Eloisa tem o dom de brincar com as palavras e criar personagens e diálogos divertidos, mas ao mesmo tempo ela consegue criar situações sensíveis e tristes. Acontecimentos que nos fazem pensar e refletir sobre a nossa própria vida e nossas ações. Até que ponto estamos tomando decisões que poderemos nos arrepender profundamente no futuro? Dividido em duas partes, temos o Antes, quanto o mundo de Theo era apenas amor, e o Depois, quando todos os seus sonhos foram por água abaixo e só existia dor.

Theo me ensinou grandes coisas. Tanto a confiar mais em mim, quanto a não me importar com opiniões negativas a respeito de nada. A sociedade é cruel, mesquinha e nem um pouco empática. Claro que não podemos generalizar, no meio de tantas pessoas ruins, sempre iremos encontrar anjos disfarçados de humanos. E Theo encontrou os seus anjos.

“James foi até ela, cada milímetro de seu corpo concentrado nela. Ela era dele. Ela era tudo que ele sempre quis, embora tivesse se perdido dessa verdade por algum tempo.” (Página 222)

James, o duque de Ashbrook, um homem que não se atem as regras da nobreza e muito menos aos seus costumes. Vocês nem imaginam as coisas que acontecem em sua vida. Ele é a prova clara de que podemos tentar fugir dos desejos de nossos corações, mas no final, o amor sempre fala mais alto do que qualquer orgulho ferido.

Um livro divertido, malicioso na medida certa e com reflexões sobre nossas escolhas. O romance foi bem desenvolvido, algo natural e que sempre esteve presente entre eles, apesar dos dois nunca terem se dado conta até então. Eloisa mais um vez recriou um dos contos de fadas mais queridos, e fez isso com talento e maestria. Convido você meu caro leitor, a conhecer Theo e James e se apaixonar por esse romance delicioso.

“Claro, ela sabia o que acontecera. Havia se apaixonado de novo, estúpida e perdidamente, como um rato na ratoeira.” (Página 251)

3 Comentários

  1. 16 jul, 2018Responder
  2. Camila Carvalho16 jul, 2018Responder

deixe seu comentário