À flor da pele

Helena Hunting

Editora: Suma de Letras

Páginas: 333

Ano: 2015

Sinopse:

Tudo na tímida Tenley Page intriga o tatuador Hayden Stryker de um modo que ninguém jamais conseguiu. E o interesse dele só aumenta quando ela pede que ele tatue um desenho incomum em suas costas. Com seu jeito durão, Hayden é tudo que Tenley nunca se atreveu a desejar e a química entre os dois é instantânea. Traumatizada por um passado trágico, Tenley vê em Hayden a chance de um recomeço. No entanto, o que ela não sabe é que ele também tem segredos que o impedem de manter um relacionamento por muito tempo. Quando os dois mergulham em uma relação excitante e enfim passam a confiar um no outro, lembranças e problemas batem à porta - e talvez nem mesmo a paixão entre eles seja capaz de fazê-los superar seus traumas.

Em à flor da pele somos apresentados a Tenley e Hayden, dois jovens com um passado de dor e que carregam um sentimento de culpa.

Todo mundo tem cicatrizes, Tenley. Com sorte, elas permanecem só do lado de fora. (Página 165).

Tenley se mudou para Chicago há pouco tempo, para fazer seu mestrado em uma cidade onde ela possa recomeçar sua vida, após uma tragédia. Ela consegue um emprego em uma livraria que fica na frente de um estúdio de tatuagem, onde Hayden trabalha. Aos poucos, os dois vão se aproximando e criando uma conexão, que logo eles irão descobrir o motivo.

Através da narrativa intercalada em primeira pessoa (que, aliás, é a minha preferida) temos uma visão dos pensamentos, sentimentos e receios de cada um dos personagens.

E foi aí que enfim a ficha caiu. A morte imortalizava as pessoas. Os defeitos delas eram apagados, deixando para trás uma impressão agradável e favorável da perfeição. (Página 229).

A história é bem construída e apesar de se iniciar de forma lenta não há enrolações desnecessárias. Adorei os personagens secundários, que são divertidos e super companheiros. Eles fazem toda a diferença na história.

A escrita é fluída e viciante, no entanto, eu esperava uma protagonista mais forte e todo o sentimento de dependência entre os dois me incomodou um pouco.

O livro possui uma continuação direta e termina sem um desfecho, o que me deixou mais ansiosa pela continuação. Também há um ebook chamado Doce tatuagem, que dá início à série e conta um pouco sobre a história dos personagens. Ao todo, a série possui seis livros, mas apenas os três primeiros já foram publicados no Brasil.

A edição está maravilhosa, com as páginas amareladas e uma capa incrível.

_ As pessoas não mudam.

_ As pessoas se adaptam. Você era novo. As escolhas que você fez não são as mesmas que você faria hoje. Isso se chama crescimento pessoal. (Página 202).

3 Comentários

  1. Marina Mafra07 nov, 2019Responder
  2. Stefânia Alves09 nov, 2019Responder
  3. Le12 nov, 2019Responder

deixe seu comentário