Amores Ao Sol

Editora: Planeta

Páginas: 256

Ano: 2018

Sinopse:

Logo no primeiro dia percorrendo o Caminho de Santiago, Luca esbarra com a tristeza de Rodrigo, um peregrino brasileiro que procura desesperadamente por Sol, um amor que nasceu e se perdeu durante a jornada. Sem ter muito claro para si o motivo que o levou a Espanha, Luca mergulha no drama do conterrâneo e acaba por se perder ao viver um Caminho cheio de medos, dúvidas e encontros inesperados entre o passado e o presente. Seria o amor o único caminho para se chegar a Santiago de Compostela?

Conheci o Lucão alguns anos atrás através de seus versos no Instagram, e desde aquela época acompanho o seu crescimento como autor. Ele já publicou dois livros, mas Amores Ao Sol é seu primeiro romance o que me fez ter um mini ataque quando vi ele nos lançamentos da Planeta. Particularmente não gosto de ler sinopses, pois sinto que a história perde um pouco do brilho, por isso não fazia ideia ao iniciar a leitura de quais rumos a escrita do autor me faria trilhar.

Que os nossos amigos nos amem cada vez mais. E que os nossos inimigos descubram logo o que é o amor. (pág. 76)

Em Amores Ao Sol conhecemos Luca, um jovem que decidi fazer o Caminho de Santiago em busca de algo que ainda não tem certeza do que seja, na verdade ele espera que o Caminho mostre a direção. Embora fique claro que ele está com receio do que essa peregrinação o trará, no seu íntimo  existe uma chama que o mantem certo que muitas de suas dúvidas serão sanadas após ou durante sua jornada.

Estou cansado, quero ter clareza do que sinto, mas quanto mais eu caminho, mais me sinto escuro, mais difícil fica encontrar a clareza. (pág 193)

Assim que começa de fato sua peregrinação ele encontra com outro peregrino chamado Rodrigo que carrega em seu olhar uma tristeza que parece conversar com algo escondido dentro de Luca.

O Caminho pode ser bem solitário e triste para algumas pessoas, dessa forma nosso jovem vê a oportunidade de não só ajudar alguém que visivelmente está perdido, como também de ter companhia durante o seu primeiro dia. Mas logo os dois se separam, Rodrigo tem urgência, Luca por sua vez quer ir com calma, seus olhos desejam gravar cada detalhe de sua jornada.

Toda saudade é uma procura. Ora do outro, ora da gente. (pág. 174)

Me emocionei em muitos momentos, o Lucão conseguiu criar uma conexão com o leitor tão forte, por diversas vezes me senti junto com Luca e outros peregrinos. O fato da história ser tão bem detalhada é porque o próprio Lucão já fez o Caminho por dua vezes, isso enriqueceu a leitura de uma forma profunda.

Amores Ao Sol é um livro sobre auto conhecimento, sobre perdas, encontros e reencontros. Sobre saber a hora de partir, mas também de voltar. Nos mostra a importância de ter alguém para nos dar apoio em momentos nebulosos.

Meu único pedido é que permitam que Luca e sua linda jornada o conquistem.

deixe seu comentário