capa-assassinato-expresso-oriente

Assassinato no Expresso Oriente

Editora: L&pm

Número de página: 248

Ano: 2015

livro assassinato no expresso oriente

Sinopse: É perto da meia-noite quando a neve acumulada sobre os trilhos interrompe a jornada do Expresso Oriente, o mais famoso e luxuoso trem de passageiros do mundo, que liga a Ásia à Europa. A bordo, milionários, aristocratas, empregados – e um assassino. Porém, no mesmo vagão encontra-se ninguém menos que Hercule Poirot. Caberá ao meticuloso detetive investigar todos os passageiros e descobrir a identidade do ousado criminoso.

Resenha:

-Como conseguiu descobrir tudo isso?
-Calculei apenas.
-Então é um calculador extraordinário.
Sim, direi a todos que o senhor é simplesmente assombroso

Hercule Poirot, grande detetive, recebeu um telegrama pedindo que retornasse com urgência para a Inglaterra, pois ocorreu algum problema em um caso já finalizado. O primeiro fato estranho foi quase não ter conseguido passagem no Simplon Orient Express para Londres, pois os vagões estavam lotados, o que não era comum naquela época do ano.

O impossível não pode ocorrer, mas o impossível pode ser possível a despeito das aparências.

Na segunda noite da viagem, Ratchett, um dos passageiros, amanheceu morto no seu vagão dormitório. Como a causa da morte indicava assassinato, Poirot foi convidado para resolver o caso e aceitou.

Estavam todos presos no Expresso por causa de uma nevasca, ele aproveitou para interrogar os passageiros. Depois de todos os depoimentos, o detetive encontrou uma grande quantidade de mentiras. Não havia um passageiro que escapasse de se tornar suspeito, o que dificultou o trabalho, pois não havia nada que os ligassem, eram de locais e estilos de vida completamente diferentes.

Mas a experiência de Poirot trouxe uma grande revelação, que ligava o caso a um nome, Daisy Armstrong. O detetive encontrou duas soluções para o caso e em qualquer uma delas, ao sair daquele Expresso, nenhum passageiro poderia se considerar o mesmo.

Foi meu primeiro contato com a autora. Confesso que a linguagem me atrapalhou um pouco bem no começo na leitura, principalmente pela mistura com o francês, mas se isso acontecer com você, preciso que saiba que após ler poucos parágrafos já fiquei completamente envolvida, desesperada para que o crime fosse solucionado. Vivi cada depoimento, como se fosse a detetive. Tentei resolver o caso, me baseando em tudo que já havia lido ou visto em séries de suspenses policiais, mas quem conhece a Agatha Christie, acho que vai concordar comigo quando digo que não há nada parecido com o que ela escreve. O desfecho foi mais do que surpreendente, foi único! Recomendo muito a leitura, a autora! É um livro bem curtinho. Agora sinto que necessito ler tudo que essa mulher escreveu na vida!rs

livro assassinato no expresso oriente

Compartilhe!

  • Jennifer Magalhães

    Tenho um livro da Agatha Christie, porém ainda não li. Vejo poucas resenhas sobre os livros dela e sempre acabo deixando para ler depois. Por ter suspense me interessei para lê-lo logo. “O mistério do trem azul” já leu? Recomenda? Beijos.

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    • Marina Mafra Martinez

      Não conheço esse Je, mas nunca vi alguém falar mal de algum livro dela. Meu marido já leu uns 4 e ele nem gostava de ler.rs Ela não é previsível e esse final do Expresso foi um dos melhores que já li. Eu recomendo a autora, precisa conhecê-la.😊😘

      • Jennifer Magalhães

        Farei isso. Quando eu ler, postarei a resenha. Beijinhos.

  • Lucas Furlan

    Oi, Marina!

    Adorei sua resenha! Esse livro é incrível mesmo, é o meu preferido da “rainha do crime”.

    Aliás, ele vai ganhar uma nova adaptação para o cinema com um elenco de peso: Kenneth Branagh, Johnny Depp, Daisy Ridley, Judi Dench, Penélope Cruz… Se não me engano, estreia em novembro.

    Vamos aguardar!

    • Marina Mafra Martinez

      Oi Lu! Que bom que ter por aqui. Vi isso hoje no seu blog. Estou ansiosa demais! Beijosss