Assassinato no Expresso Oriente

Agatha Christie

Editora: L&pm

Páginas: 248

Ano: 2015

Sinopse:

É perto da meia-noite quando a neve acumulada sobre os trilhos interrompe a jornada do Expresso Oriente, o mais famoso e luxuoso trem de passageiros do mundo, que liga a Ásia à Europa. A bordo, milionários, aristocratas, empregados – e um assassino. Porém, no mesmo vagão encontra-se ninguém menos que Hercule Poirot. Caberá ao meticuloso detetive investigar todos os passageiros e descobrir a identidade do ousado criminoso.

livro assassinato no expresso oriente

Resenha:

-Como conseguiu descobrir tudo isso?
-Calculei apenas.
-Então é um calculador extraordinário.
Sim, direi a todos que o senhor é simplesmente assombroso

Hercule Poirot, grande detetive, recebeu um telegrama pedindo que retornasse com urgência para a Inglaterra, pois ocorreu algum problema em um caso já finalizado. O primeiro fato estranho foi quase não ter conseguido passagem no Simplon Orient Express para Londres, pois os vagões estavam lotados, o que não era comum naquela época do ano.

O impossível não pode ocorrer, mas o impossível pode ser possível a despeito das aparências.

Na segunda noite da viagem, Ratchett, um dos passageiros, amanheceu morto no seu vagão dormitório. Como a causa da morte indicava assassinato, Poirot foi convidado para resolver o caso e aceitou.

Estavam todos presos no Expresso por causa de uma nevasca, ele aproveitou para interrogar os passageiros. Depois de todos os depoimentos, o detetive encontrou uma grande quantidade de mentiras. Não havia um passageiro que escapasse de se tornar suspeito, o que dificultou o trabalho, pois não havia nada que os ligassem, eram de locais e estilos de vida completamente diferentes.

Mas a experiência de Poirot trouxe uma grande revelação, que ligava o caso a um nome, Daisy Armstrong. O detetive encontrou duas soluções para o caso e em qualquer uma delas, ao sair daquele Expresso, nenhum passageiro poderia se considerar o mesmo.

Foi meu primeiro contato com a autora. Confesso que a linguagem me atrapalhou um pouco bem no começo na leitura, principalmente pela mistura com o francês, mas se isso acontecer com você, preciso que saiba que após ler poucos parágrafos já fiquei completamente envolvida, desesperada para que o crime fosse solucionado. Vivi cada depoimento, como se fosse a detetive. Tentei resolver o caso, me baseando em tudo que já havia lido ou visto em séries de suspenses policiais, mas quem conhece a Agatha Christie, acho que vai concordar comigo quando digo que não há nada parecido com o que ela escreve. O desfecho foi mais do que surpreendente, foi único! Recomendo muito a leitura, a autora! É um livro bem curtinho. Agora sinto que necessito ler tudo que essa mulher escreveu na vida!rs

livro assassinato no expresso oriente

5 Comentários

  1. Jennifer Magalhães03 maio, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez04 maio, 2017Responder
      • Jennifer Magalhães04 maio, 2017Responder
  2. Lucas Furlan11 maio, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez14 maio, 2017Responder

deixe seu comentário