Fixação

Bruno Atti

Páginas: 256

Ano: 2018

Sinopse:

O Dr. Carlos Vieira observa a garota sentada a sua frente. A calça jeans rasgada, o moletom branco e os tênis all-star pretos dão um ar de rebeldia grunge dos anos 90 a Carina Kroos. Mas, ela e seus olhos de gelo, estão ali por um motivo. Carina possui uma história para contar e decide que irá fazer do seu jeito: “Quatro sessões e nada mais” ela declara ao doutor. A princípio, ele aceita, porém quando as sessões começam, o Dr. Carlos sente que Carina possui muito mais do que uma simples história para contar. Ele começa a notar que ela exerce uma espécie de poder sobre ele, algo que ele não consegue controlar e que parece brincar com seus sentidos e gosta de trazer más lembranças. Lembranças de um passado conturbado. Quanto mais a fundo o doutor resolve se envolver mais aquilo tudo vai tomando ares de suspense até que ele se vê em um dilema: Ele deve enfrentar seus temores, assim como, confrontar Carina Kroos em busca de respostas.

Esse livro me conquistou de cara por ser no ambiente de Porto Alegre, em região e lugares que conheço e morro de saudade. Os diálogos são cheios de sotaque e expressões gaúchas, mas seria apenas um detalhe se a escrita, história e todo o contexto não tivesse sido incrível.

Todos nós temos “bagagens”… Alguns carregam mais peso do que os outros, mas, mesmo assim… Todo mundo tem uma história pra contar…

O livro é narrado em terceira pessoa, conta a história de um psiquiatra recém separado e ex viciado em recuperação.

Conhecemos o histórico conturbado da sua família e saúde, enquanto acompanhamos a sua rotina no trabalho.

Ele tem uma clínica, onde atende seus pacientes em terapia. É lá que ele conhece uma garota um tanto peculiar que diz precisar contar a sua história em quatro sessões, sem que ele possa argumentar ou tentar encontrá-la após ter terminado, pois ela afirma não precisar de ajuda, seu desejo é apenas contar o que aconteceu para alguém de fora da situação.

No desenrolar das sessões, o psiquiatra ganha uma reviravolta na sua vida sentimental e conhece alguém que parece ter todos os atributos para fazê-lo feliz.

Mas algo o amarra na misteriosa paciente. Talvez por lembrar tanto a sua filha e o quanto falhou com ela. Ele começa a ser atormentado, ao ponto de precisar de ajuda espiritual e é aí que as coisas começam a fazer sentido.

Ai, gente. Que medo de falar demais e soltar algum spoiler, ao mesmo tempo que preciso falar com alguém sobre essa história.

Um suspense policial, misturado com espiritual de uma maneira surpreendente.

É impossível não se deixar envolver e perturbar por essa história.

Recomendo!

Acompanhe o trabalho do autor:

Site | Instagram | Facebook

deixe seu comentário