Harry Potter e o Calice de Fogo Capa Livro

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Editora: Rocco

Número de página: 583

Ano: 2001

Sinopse:

**Resenha contém spoilers caso você não tenha lido os anteriores.

Livros anteriores:

Resenha:

“Embora venhamos de lugares diferentes e falamos línguas diferentes nossos corações batem como um só!” Alvo Dumbledore

 

O quarto ano já começa conturbado, ainda nas férias, Harry viaja com a família Weasleys para assistir a Copa Mundial de Quadribol. Todos acampam próximo do evento e após os jogos o acampamento é invadido com comensais de morte, que são seguidores do Voldemort. Com suas cabeças cobertas por capuz, destroem tudo que vão encontrando pela frente. Na confusão Harry se perde de todos.

Escondido, ele espia os comensais e percebe que um deles não usa capuz, ele lança com a varinha um símbolo que Harry não conhecia, uma caveira com uma cobra.
Quando o encontram, ele está com alguns bruxos do Ministério da Magia, sendo acusado de ter conjurado aquela marca, o pai Weasley defende Harry e todos conseguem sair do acampamento.

Harry descobre que aquela marca é de Voldemort e todos ficam bastante assustados com o ataque.

As aulas começam com uma surpresa, a escola iria se preparar para o Torneio Tribuxo, que é uma competição entre um aluno de cada uma das 3 escolas de magia: Instituto Durmstrang, Beauxbatons e Hogwarts. A competição não ocorria já a algum tempo por ser de grande risco de vida para os participantes, por esse motivo, nenhum aluno com menos de 17 anos poderia participar.

Os alunos das 3 escolas são sorteados e por algum mistério que nem o professor Dumbledore foi capaz de entender, o Harry foi sorteado como o 4º participante. Assustado e sem compreender como foi colado nessa situação, seu maior apoio passa a ser o novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, Alastor Moody.

Moody prepara e ajuda Harry para as 3 tarefas do Torneiro. A primeira tarefa é enfrentar um dragão e roubar seu ovo, onde consta uma pista que ajudará na próxima tarefa, na segunda tarefa os participantes precisam resgatar dentro de um lago algo que foi roubado deles e na última tarefa eles enfrentam um labirinto procurando a taça do torneio, informaram que a taça seria um portal, assim que a tocassem, levaria o vencedor de volta pra o começo da prova.

Entre uma prova e outra, os alunos se conhecem, se apaixonam, interagem.

Após a última prova, algo acontece e Harry mais uma vez corre grande risco de vida. Desta vez de uma forma diferente, ele encara seu maior inimigo de perto, fica difícil reconhecer quem são os amigos e os inimigos e tudo está prestes a mudar, o mundo dos bruxos não seria mais o mesmo.

A pesar de nesse quarto livro a autora trazer a beleza do romance, sem esquecer das aventuras que tanto nos envolveram, o mistério ganha um espaço maior nos deixando ansiosos pelo quinto livro.

Compartilhe!