Ligações_CAPA.indd

Ligações

Editora: Novo Século

Número de página: 304

Ano: 2015

Sinopse:
 
Resenha:

“O casamento era como um conjunto de balanças constantemente se equilibrando.”

 
Georgie e Neal possuem duas filhas. Após o nascimento da primeira, Neal decidiu parar de trabalhar para cuidar das meninas, para que a Georgie pudesse continuar seu trabalho na TV como roteirista de um programa de comédia junto com seu melhor amigo desde a faculdade, Seth.
Com o passar dos anos, o trabalho de Georgie começou a ficar em primeiro lugar e a sua família passando a tentar se adequar aos seus horários. Para o casamento, isso se tornou insustentável.
Quando Georgie e Seth recebem uma proposta irrecusável no trabalho, sendo necessário que eles entregassem o roteiro pronto, ela sabe que isso custará a programação de final de ano da família.
Achando que Neal iria compreender, dá a notícia, mas ele a surpreende viajando sozinho com as crianças para a casa de sua mãe, como era o combinado.
Sozinha, com todo tempo pra ela, não só para o trabalho, Georgie se sente muito mal por saber que pode ter arruinado de vez o casamento. Passa a dormir na casa de sua mãe, no seu antigo quarto.
Para piorar a situação, ela não consegue falar com o marido pelo celular, então resolve ligar para a casa da mãe dele, usando seu aparelho antigo de telefone que encontrou no quarto. Neal atende, mas magicamente em 1998, em uma fase que eles haviam brigado no namoro. Georgie tem a chance de tentar arrumar as coisas, só bastava saber se ainda conseguiria salvar o casamento.
O livro tem toda aquela fofura nos personagens que a autora sempre consegue trazer. Gosto do jeito como ela me faz rir, mesmo dentro de temas tão pesados. Em Ligações não foi diferente e mesmo a magia da viagem do tempo, que fugiu da realidade que ela aborda sempre, teve um encanto especial. Eu recomendo a autora e a livro.

Compartilhe!

error: Content is protected !!