Mariana de Prodélia e o grande pássaro

Eduardo Hy Mussi

Editora: Pandorga

Páginas: 304

Ano: 2019

Sinopse:

A grande ambição de Mariana é ser uma pintora profissional em Vóia, cidade repleta de artistas. Infelizmente, sua empreitada é interrompida logo no início e ela se vê sem dinheiro e sem auxílio, perdida no meio do nada. Surge, então, o misterioso Conde de Avenalhes, que lhe oferece abrigo em sua mansão e uma ajuda financeira irrecusável: a encomenda de uma pintura. Mariana torna-se hóspede do conde e, durante esse período, entre uma pincelada e outra, descobre mais sobre o Condado de Avenalhes e seus moradores. A artista é apresentada a uma família esnobe, conhece uma livreira de poucas palavras, faz amizade com um jovem arqueiro que, assim como ela, tem um grande sonho, e toma conhecimento da Lenda da Criatura da Floresta do Oito, com quem fica cara a cara.

Todo mundo tem lá o seu grau de estranheza. Estranho mesmo seria se não o tivesse.

Em uma mistura de escrita de época com contos de fadas, conheci a história de Mariana, narrada em terceira pessoa e em uma linguagem encantadora.

Acompanhamos a trajetória de uma jovem cheia de sonhos e disposição para realizá-los na mesma medida.

Deixar os pais e a segurança do lar em busca de carreira em uma cidade maior, não começa bem para a jovem pintora.

Um conde, importante da cidade, a encontra em situação deplorável e oferece ajuda. Envolvida pela aparência dele, como alguém de classe e respeito, Mariana aceita ser acolhida na sua casa.

Logo ficamos em dúvida sobre a real sinceridade nas intenções do conde, pois ele passa a demonstrar uma adoração exagerada pela menina.

Em um dos passeios pela cidade, ela se depara com uma lenda antiga e assustadora, sobre uma criatura misteriosa que diziam viver na floresta. Ninguém parece querer tocar no assunto e isso acaba instigando ainda mais Mariana.

E na ânsia por desvendar os mistérios da cidade, nossa heroína nos mostra que nem tudo que parece, realmente é.

Ela bem sabia que às vezes os sonhos podem ultrapassar limites e cegar as pessoas.

Essa não é uma história sobre sonhos que se realizam, mas um rico ensinamento sobre a importância da persistência no que desejamos.

Mariana me encantou, em um cenário cativante, cheio de cores e de natureza, como as telas pintadas pelo autor.

…às vezes é bom se duvidar de tudo que se tem certeza, faz bem ao cérebro.

Recomendo, de coração.

Acompanhe o trabalho do autor: Instagram

Compre o livro nas principais livrarias ou diretamente com a editora: Pandorga

deixe seu comentário