Mr. Romance

Leisa Rayven

Editora: Globo Alt

Páginas: 358

Ano: 2017

Sinopse:

Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

Resenha:

Fazia um bom tempo que não lia nenhum livro adulto que me conquistasse ao ponto de me fazer mergulhar de cabeça na história.

Já havia lido algumas críticas positivas a respeito de Mr. Romance, mas não quis me aprofundar em nenhuma justamente para ser surpreendida com a leitura.

E posso dizer, sem dúvidas, que foi muito além do que poderia imaginar.

Não faça isso. Não me procure e finja que é só porque você precisa de alguém. O mundo está cheio de alguém. Você veio aqui porque você precisava de mim. Só eu.

Eden Tate é jornalista formada, porém como todo mundo em começo de carreira ela não está fazendo aquilo que sonha. Seu emprego é em uma grande revista, porém sua função é de fornecer clicks que geram dinheiro com manchetes ridículas. Para piorar o chefe dela, Dereck, é um cara sem noção. O seu único alívio é Toby, seu amigo de baia, um nerd super fofo e apaixonado pela irmã mais nova da nossa protagonista.

Eden é apenas dois anos mais velha que sua irmã. As duas dividem um apartamento e apesar de se amarem a única coisa em comum entre as duas é a cor do cabelo vermelho fogo.

Ash é extremamente sonhadora, acredita que existe alguém perfeito a espera de cada pessoa, e apesar de não ser mais virgem, acredita que para haver sexo precisa antes ter um relacionamento de verdade e não uma noitada em um bar qualquer regada de muita gin tônica. Em contra partida, Eden não quer ouvir a palavra amor, muito menos sonha com algum cara para preencher espaços que não existem. Ela preza por sua liberdade. Homens são apenas para satisfazer seu apetite sexual.

Sexo é para o corpo. Romance é para a alma.

 

Seu emprego está por um fio, agora mais do que nunca, ela precisa de uma matéria que não só garanta seu salário no fim do mês, mas algo que prove sua capacidade. Nisso, sua irmã comenta um boato que ouviu de uma amiga a respeito de um homem chamado pelo pseudônimo Mr. Romance, que estava levando a classe alta feminina a loucura. O boato é que esse cara é contratado para supostos encontros amorosos, que não incluem sexo no pacote. O que a deixa mega curiosa, já que um encontro desses custa nada menos que 5 mil dólares.

Eden então vê sua chance e decide descobrir se os boatos eram verdadeiros. Nas suas investigações conhece Max Riley, o tão famoso Mr. Romance e acaba com ideia fixa de que ele é um aproveitador barato de mulheres fúteis, ainda mais pela forma que ela o conheceu (fiquei surpresa de fato). Então, eles decidem fazer uma aposta, se ela se apaixonasse por ele após três encontros, acabaria com a matéria e esqueceria que um dia ouviu falar dele, mas se isso não acontecesse ela estava livre para jogar a merda toda no ventilador.

Apesar de querer contar a vocês muito mais sobre o que acontece com Max e Eden, como leitora sei que isso não seria certo, então vamos focar em tudo que a autora conseguiu me fazer sentir. Primeiro preciso dizer o quanto achei a história original, normalmente tenho um pé atrás pra não dizer o corpo inteiro com livros desse gênero, justamente por achar tudo muito óbvio, mas o que li realmente foi algo inovador, provocante, sexy e intenso. Os sentimentos dos personagens eram palpáveis, a tensão que gerava em torno dos dois era tão amplificada que me peguei várias vezes com a respiração ofegante. Em alguns momentos senti vontade de entrar no livro e gritar “parem de se torturarem e me torturarem e se peguem logo!”.

— Você pode morrer e renascer durante um beijo decente. Acredite em mim.

No começo achei que não iria comprar a ideia do Mr. Romance, mas quando dei por mim estava tão apaixonada por Max, que se ele mentisse na minha cara eu juraria que era verdade. haha Senti que Eden amadureceu muito no decorrer da história, saber os motivos dela ser durona e anti-romantismo foi extremamente importante, a autora não deixou pontas soltas com nenhum dos personagens.

(…) Você está tão carente de romance que é quase um esqueleto emocional. Eu pretendo te preencher com um pouco de carne. Te fazer acreditar em um pouco mais que apenas um apocalipse cinzento.

Só posso dizer que estou enlouquecida pela forma que Leisa escreve e sim, lerei todos os seus outros livros, e sim, leria até a sua lista de compras só por saber que foi ela que escreveu, aposto que ela saberia falar das pimentas como ninguém.

Resumindo, leiam esse livro e sejam conquistados assim como eu fui. Fiquei tão feliz ao ler que terá um próximo livro, Professor Feelgood e ele contará a história de Asha, mas calma que ele ainda está em fase de produção.

Minha primeira resenha aqui no cantinho Resenhando confesso que estou bem nervosa, muito porque foi um livro que amei demais e muito porque bom, é o Resenhando né gente?! ♥

5 Comentários

  1. Marina Mafra09 nov, 2017Responder
  2. Leila Cunha09 nov, 2017Responder
  3. Vanessa Pereira10 nov, 2017Responder

deixe seu comentário