Nossa Vida

“Ele não tinha nada de extraordinário
Mas o seu sorriso me trazia paz
O seu abraço me confortava
Seus surtos nos rendiam o resto do tempo
Fazendo as pazes
Nos amávamos loucamente na mesma cama
Que fazíamos guerra de travesseiros
Adultos completamente infantis
Talvez a nossa imaturidade tenha quase estragado tudo
Mas o nosso amor sempre juntou cada caquinho
E ainda que cheio de remendos
Construímos nosso castelinho
Ele era um ser comum
Mas saiu dos meus sonhos para a nossa realidade
E hoje moramos no nosso castelo remendado
Levando a nossa vida
Que não tem nada de extraordinária sabe?
A não ser o fato de poder chamá-la de nossa!”

12 de janeiro de 2017

deixe seu comentário