O Diário de Anne Frank livro marinamafram

O Diário de Anne Frank

Editora: Record

Número de página: 416

Ano: 2014

Sinopse:
 
Resenha:
 

Anne era uma adolescente judia, que durante a Segunda Guerra Mundial teve que fugir da Alemanha  com sua família por causa das ameaças dos nazistas.

Ficaram escondidos no Anexo Secreto, localizado no canal Prinsengracht, nº 263, em Amsterdã, com mais 4 pessoas.

Anne amava escrever, seu passa tempo era registrar em seu diário, que carinhosamente chamava de Kitty, cada sentimento e acontecimento no Anexo.

Após 2 anos escondidos, foram encontrados e enviados para o campo de concentração.
O pai de Anne, Otto Frank, é o único das 8 pessoas que sobreviveu.
Ele resolveu publicar o Diário de Anne.
Esse livro é o Diário dela. Tem muito do que aconteceu no Anexo, sentimentos dela em relação à vida, em relação às pessoas que moravam com eles, sobre seu coração ter se encantado pelo adolescente que morou com eles lá, sentimentos em relação à sua família…
Jovem, mas extremamente sábia, a pequena Anne deixou ensinamentos que me ajudaram muito.

“Se a procurar, você descobrirá cada vez mais felicidade, e recuperá o equilíbrio. Uma pessoa feliz tornará as outras felizes; uma pessoa com coragem e fé nunca morrerá na desgraça!”

 
O sonho dela era ser uma escritora famosa, morreu tão jovem e sem saber o quão famosa se tornou pelas suas palavras!
O Diário acaba sem fim ou sentido, pois infelizmente ela não pode terminar e muito menos viver para ver suas palavras publicadas, mas após acabar a leitura, busquei no youtube e encontrei um filme completo, relatando como foram os dias no campo de concentração até a sua morte. Vou deixar aqui o link caso queira assistir também: Filme Anne Frank. Vale avisar, sou ruim de chorar, o livro ainda que intenso, não me fez chorar, mas esse filme… ai ai ai… eu achei que fosse morrer, juro! Prepare o coração!rs

Comprei o livro pela capa, me julguem!!rs Mas achei tão parecida com a capa original, conforme a fotinho acima mostra!! Antes da Anne, nada relacionado a Hitler me envolvia, comecei a leitura de curiosa e não me arrependi. Recomendo muito a leitura!

Compartilhe!