O diário internacional de Babi

Chris Salles

Editora: Planeta

Páginas: 298

Ano: 2016

Sinopse:

Mudar nunca foi a palavra preferida de Bárbara. Porém, depois da separação dos pais, a garota de 15 anos se vê obrigada a migrar com a mãe e os irmãos para Orlando, a cidade americana onde os sonhos ganham vida. E descobre que a fronteira entre o real e o ilusório pode ser mais difícil do que parece. “Como a terra do Mickey, o livro de Chris Salles é cheio de magia, pois nos transporta instantaneamente para a vida da Babi, a protagonista. Com o diário dela nas mãos, nos sentimos íntimos, como se ela fosse uma amiga querida que nos escolheu como confidentes. Através de suas experiências, ela nos mostra que a primeira imagem de uma pessoa pode enganar, que devemos ser mais receptivos, que processos de adaptação podem ser complicados, mas não duram para sempre. Acima de tudo, Babi nos ensina que a vida real também tem seus momentos de contos de fada. Basta a gente permitir que eles aconteçam. E, especialmente, nunca deixar de sonhar.” PAULA PIMENTA Romance juvenil da carioca Chris Salles, autora que teve mais de 5 milhões de leituras na rede social de escritores Wattpad, tendo vendido dois prêmios Wattys 2015.

(…) a gente sempre rejeita o que é novo ou o que não entendemos com medo do que vamos encontrar se exploramos a fundo. (Página 270)

Babi ganhou um diário de sua mãe para poder desabafar devido a timidez que a consumia. A história desse livro é contada através dos seus escritos em forma de desabafos.

A mudança da tranquila cidade do Rio Grande do Sul para Orlando com a família é o principal tema da angústia de Babi. Deixar amigos e tudo que ela gostava foi um tormento que nem o mundo mágico do Mickey foi capaz de superar.

A ideia era melhorar de vida. Sua mãe conseguiu um emprego e passaram a morar com parentes até conseguirem se acertar.

Filha do meio de mãe solteira, Babi tinha sérios problemas de aceitação, se sentia rejeitada e excluída pela família. Para ajudar, em todo canto ela se metia em alguma trapalhada que gerava desconforto ou despesas.

Nem conhecer um príncipe que a fez viver momentos encantados foi o suficiente para mudar a sua postura sobre a situação atual. Babi odiava tudo relacionado à mudança de vida e criou um plano para não precisar mais viver em Orlando. O problema é que quando uma adolescente resolve as coisas com as próprias mãos não costuma dar certo e suas escolhas precipitadas atingiram quem realmente se importava com ela. O final é um rico ensinamento de autoconhecimento e sobre amadurecer.

A escrita é bem adolescente, nos permitido entrar na cabeça da protagonista pelo “estilo diário” da narrativa. A protagonista é um mix de sentimentos e nos faz sentir o mesmo por ela. Houve momentos que tive tanta raiva, minha vontade era sacudir a Babi, mas já tive a idade dela e isso trouxe uma identificação, me envolvendo demais na história.

Foi uma leitura tão gostosinha! Li muito rápido e recomendo demais!

A autora me conquistou antes do livro! Haha Chris Salles é uma das minhas pessoas favoritas no mundo. Me presenteou com essa obra fofíssima na Bienal do Livro SP 2018 e o carinho que me tratou não teve limites. Preciso que a conheçam e a sua obra também!

Saiba mais:

Instagram | Facebook 

deixe seu comentário