O MESTRE DO OCULTO – HISTÓRIAS DE HORROR SOBRENATURAL

Arthur Machen

Editora: Clock Tower

Páginas: 296

Sinopse:

Coletânea de contos de horror sobrenatural de um dos maiores mestres de horror e fantasia de todos os tempos, o famoso escritor galês Arthur Machen (1863-1947), em edição super especial. A capa e diagramação ficou a cargo do design Fábio Silva. O livro é a primeira coletânea de obras desse autor em nosso idioma e possuiu uma seleção especial de 9 contos. Dentre esses trabalhos a novela “O Grande Deus Pã” – considerado a obra prima do autor. A obra também conta com um prefácio especial escrito por S.T. Joshi, especialista americano na obra de Lovecraft e horror fantástico. Além disso, uma ‘biobliografia’ longa sobre a vida e obra de Arthur Machen escrita pelo Prof. Dr. Edgar Indalecio Smaniotto.

Sexta-Feira 13 na área, minha gente! E para comemorar esse que é popularmente conhecido como um dia de azar, nada como uma coletânea de contos de horror pra entrar no clima!

Não sou uma leitora experiente nesse gênero (a moça que vos fala é medrosa demais), mas o fato é que eu não esperava gostar tanto das histórias contidas aqui.

Arthur Machen foi escritor e jornalista. Nasceu em Caerleon, Reino Unido, na segunda metade do século XIX. Seus escritos foram muito influentes e inspiraram nomes importantes do gênero horror, como o H. P. Lovecraft, por exemplo.

“(…)Quando os homens dizem que há coisas estranhas no mundo em que vivem, eles nada sabem do medo e do terror que moram neles e ao redor deles.” (Página 51)

A Antologia que trago como dica de leitura é composta de 09 contos desse escritor que é considerado o “Mestre do Oculto”. São histórias curtas, mas que trazem em seu enredo elementos que mexem bastante com o imaginário do leitor.

Dentre os contos que compõem o livro, “O Grande Deus Pã” foi um dos que mais gostei, além de “O Povo Branco” e “A Mão Vermelha”. É talvez a obra mais conhecida de Machen. Uma história de assassinatos e suicídios na Londres Vitoriana. Na época de sua publicação gerou polêmica e o autor foi alvo de muitas críticas.

Assim como os outros escritos, essa é uma história permeada de muito mistério, em ambientes assustadores, onde o sobrenatural divide opiniões entre personagens, trazendo diálogos intrigantes, de maneira que prende a atenção de quem lê.

Essa é uma edição publicada pela Clock Tower e inclui bônus. O prefácio contém um relato sobre a influência do Arthur Machen na literatura de H. P. Lovecraft, mais uma breve biografia do Mestre do Oculto, acompanhada por algumas fotos. Edição bem elaborada!

“Em uma época marcada por profundas modificações sociais, econômicas e políticas, o escritor galês deu sua própria contribuição aos fatos que ocorriam. Suas histórias refletiam um desejo pelo mistério e uma religiosidade primitiva em um mundo cada vez mais dominado pela ciência e pela técnica.  (…) Arthur Machen… FEZ BOA ARTE!” (Prof. Dr. Edgard Indalecio Smaniotto – Páginas 26/27)

Vou ficando por aqui. Que a Sexta-Feira 13 de vocês seja assustadora! No sentido literário, claro! hahaha

Até a próxima!

01 Comentário

  1. Camila Carvalho16 jul, 2018Responder

deixe seu comentário