O Preço de Uma Vida

Cristiane Krumenauer

Editora: Novo Século

Páginas: 351

Ano: 2018

Sinopse:

Uma oferta que trará consequências inimagináveis a todos. Naiona, uma empobrecida analista de inteligência, tem a chance de pôr sua vida em ordem com a recontratação pela empreiteira J. G. Tavares. Mas, para isso, terá que aceitar a missão mais desconcertante de sua carreira: investigar o assassinato do único herdeiro do empresário, Danúbio Tavares. Enquanto a investigação se aprofunda, Naiona mergulha em detalhes mórbidos da família da vítima, incluindo a venda de uma garotinha na década de 1980, resultando na fortuna que patrocinaria a fundação da construtora. Terá essa Garotinha-Sem-Nome as respostas quanto ao assassinato de Danúbio? Talvez ela e seus problemas estejam mais perto do que todos imaginavam.

“Você tem três balas, você tem três vidas.”

A detetive Naiona está vivendo bem fora dos padrões aos quais ela e seu gato Garfield estavam acostumados, mas a chance de recuperar seus luxos bate à porta quando o herdeiro da J. G. Tavares, sua antiga empregadora, é encontrado morto no continente africano.

Pensando não apenas em recuperar seu status como também ajudar um pai desalentado a saber a verdade por detrás da morte do filho, ela volta a trabalhar na construtora e segue pesquisando o caso como a investigadora que foi obrigada a se tornar.

O único detalhe é que ela descobre bem mais sobre a família Tavares do que as aparências apontavam, desde a história de uma garota sem nome que fugiu do sertão nordestino quando tinha cinco anos e que fora vendida pelos Tavares em sua chegada à São Paulo na década de oitenta, até o desaparecimento da mãe do falecido.

Como se isso não bastasse, Naiona precisa lidar com a esposa de Tavares, responsável por sua demissão anterior, com a dor da perda do amigo Danúbio e com feridas antigas que envolvem o caçula dos irmãos Tavares. Nada que ela não esteja disposta a fazer para desvendar o hacker que vem ameaçando a família e que, provavelmente está ligado ao possível assassinato de Nubinho.

O que a investigadora não contava era encontrar bem mais do que um crime, mas diversas tramas mistas de verdades e mentiras que embrenhou seus participantes como se fosse arame farpado, quanto mais se puxa para se livrar, mais corta.

Mesclando a narrativa em primeira e terceira pessoa, conforme o personagem em foco, a autora proporcionou uma leitura surpreende, a construção da trama prendeu do começo ao fim e fez criar mil e uma possibilidades para a resolução dos mistérios que envolvem a construtora, o passado dos Tavares, o assassinato e a venda da criança. Com certeza O Preço de Uma Vida é bem mais que um suspense policial, é uma história que fala sobre os relacionamentos familiares, sobre verdade, mentira, segredos, confiança (e a falta dela) e, especialmente, sobre os limites humanos: até que ponto alguém é capaz de ir por algo que acredita ser o correto, por mais duvidoso que possa parecer aos olhares de quem está do lado de fora.

A edição da Novo Século combina muito com a história, desde a capa até a diagramação, que conta com detalhes nos capítulos que narram a história de menina sem nome na década de 1980 com a etiqueta que foi colocada na criança da capa, que, além de retratar a realidade de muitas famílias e crianças do nordeste, gera o desconforto necessário como prenúncio da leitura que está prestes a se desenrolar. Sem dúvidas, um romance policial que vai bem além da investigação e do suspense.

“A vitória não é do mais forte; é sempre dos mais persistentes…”

01 Comentário

  1. Le Vamp22 ago, 2018Responder

deixe seu comentário