Onde se morre todos os dias

Patrícia Baikal

Páginas: 12

Ano: 2018

Sinopse:

No dia do seu casamento, um homem abre os olhos e percebe que foi enterrado vivo. Fraco e atormentado, ele apenas deseja reencontrar sua noiva e se vingar daqueles que arruinaram sua vida.

(…) não há como escapulir do inferno que é carregar o inferno dentro da própria mente.

Mais uma vez, a escrita da Patrícia brinca com a minha mente. Eu a considero “rainha das metáforas”.

Nesse conto, de apenas doze páginas, a autora traz o quanto a nossa mente pode ser traiçoeira e cruel, nos prendendo dentro das nossas próprias angústias do passado, o que nos mantém em um círculo vicioso, nos destruindo todos os dias.

Como era possível haver tantos sentimentos contraditórios morando num só coração?

Em um primeiro momento, achei que a história se tratava de um homem sendo torturado no inferno, mas analisando de outras formas, percebi que há quem faça desse inferno uma opção diária em vida e foi ainda mais aterrorizante.

A autora tem o dom de mudar positivamente algo dentro de mim a cada leitura.

Nesse momento, ele deixou de ser morte para ser saudade.

Recomendo demais, pois se foi a Patrícia Baikal quem escreveu, já vale a pena.

Compre por apenas R$1,99 na Amazon.

Saiba mais da autora: Site | Instagram

01 Comentário

  1. 12 jul, 2018Responder

deixe seu comentário