Sem Coração

Marissa Meyer

Editora: Rocco

Páginas: 416

Ano: 2018

Sinopse:

Com uma narrativa cinematográfica, Meyer oferece uma visão do País das Maravilhas diferente de qualquer outra já imaginada até aqui ao contar a história de Catherine, garota cheia de personalidade que sonhava ser uma confeiteira famosa e só queria viver seu primeiro amor, mas que diante dos golpes do destino acabou se tornando a temida Rainha de Copas. Catherine era uma das garotas mais desejadas do País das Maravilhas e a favorita do ainda solteiro Rei de Copas, mas seus interesses eram outros. Por seu talento na cozinha, ela só queria abrir uma confeitaria em sociedade com sua melhor amiga e oferecer ao Reino de Copas os mais deliciosos doces e bolos. Porém, de acordo com sua mãe, era uma ideia inaceitável para a jovem que poderia ser a próxima rainha. Em um baile real em que o rei pretende pedi-la em casamento, Cath conhece Jest, o belo e misterioso bobo da corte. Pela primeira vez, sente a força da pura atração. Mesmo correndo risco de ofender o rei e contrariar os pais, ela e Jest iniciam um relacionamento intenso e secreto. Cath está determinada a escolher o próprio destino e se apaixonar nos seus próprios termos. Mas em uma terra repleta de magia, loucura e monstros, o destino tem outros planos.

Eu amo a escrita da Marissa, amo a forma criativa e envolvente que ela reconta os contos de fadas. Sabia que iria amar esse livro antes mesmo de abri-lo, mas nada havia me preparado para a surpresa que seria conhecer sobre o passado daquela figura maligna que tanto atormenta o País das maravilhas.

“Eles eram todos um pouco loucos, se fosse para ser sincera.”

Sim meus caros, se você assim como eu, é fã do aclamado clássico Alice no País das maravilhas, esse livro é necessário na sua vida. Por mais que tudo seja parte da imaginação incrível da autora, a forma como ela trabalha os fatos e conduz a narrativa, me transportou verdadeiramente para a história de Lewis Carroll e pude compreender melhor sobre o passado não apenas da Rainha de Copas, mas de vários personagens desse universo.

“- Eu não quero ser a rainha! Eu quero… Não sei. Se um dia eu me casar, eu quero que haja romance e paixão. Quero me apaixonar.”

Acredito que Carroll ficaria extremamente feliz com a complementação que Marissa fez do amado universo que ele criou. Durante a leitura pude perceber que a autora se jogou de cabeça no país das maravilhas para trazer a sua veracidade sobre a história de Cath, e por diversas vezes eu me esquecia que não era uma obra do Carroll que eu estava lendo, tamanha foi a perfeição que Marissa alcançou.

“Mas ter esperanças é como o impossível pode virar realidade, no fim das contas”

Sem coração é um livro incrível, uma visão totalmente diferente de tudo o que eu conhecia sobre o País das Maravilhas, a criatividade de Marissa transformou esse livro em uma das histórias mais fantásticas e completas que já li ao longo da vida. Sua genialidade em criar tramas bem desenvolvidas e finais surpreendentes é algo que mexe com o meu coração.

“- Eu ouvi uma história deliciosa na festa hoje (…), sobre uma garotinha que descobriu um buraco de coelho (…).”

Ver a jovem e doce Cath que passei a amar ao longo da história, se transformar na cruel e fria Rainha de Copas, é algo que jamais vou esquecer. E hoje de certa forma, entendo os motivos que a transformaram em um ser tão maligno, e principalmente o sentido de sua famosa frase “cortem-lhe a cabeça”. Recomendo imensamente esse livro, principalmente para os fãs do País das maravilhas.

“- A Rainha Branca me disse uma vez que havia dias em que ela acreditava em até seis coisas impossíveis antes do café da manhã.”

2 Comentários

  1. Marina Mafra08 nov, 2019Responder

deixe seu comentário