Tudo e todas as coisas

Nicola Yoon

Editora: Arqueiro

Páginas: 302

Ano: 2017

Sinopse:

Primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times. “Uma história emocionante que sai da mesmice e explora as esperanças, os sonhos e os riscos inerentes ao amor em todas as suas formas.” – Kirkus Reviews Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua. “A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente ¬da ¬casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly. Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.”

Livro tudo e todas as coisas

Resenha:

Livro tudo e todas as coisas

Se você não tem do que se arrepender, é porque não está vivendo.

O pai e o irmão de Madeline sofreram um acidente quando ela ainda era pequena. Hoje ela vive com a mãe em uma casa adaptada para as suas necessidades. Madeline possui uma doença muito rara que não permite que ela seja exposta ao mundo.

Livro tudo e todas as coisas

Sua vida e a doença são controlados pela sua mãe que é médica e contam com a ajuda de Carla, uma enfermeira que é considerada da família.

Madeline estava conformada e acostumada com a sua vida. Como nunca conheceu nada fora de casa, não sentia falta de nada e como tudo parecia poder prejudicar a sua saúde, a sua curiosidade era acalmada pelo medo.

Evitar imaginar coisas impossíveis foi a forma que eu encontrei para me tornar relativamente zen.

Livro tudo e todas as coisas

Até que Olly e sua família se mudam para o lado da sua casa. Observá-los se tornou o passa tempo favorito dela. Ele pareceu notá-la e junto com a irmã dele tentou uma aproximação, mas foram recebidos pela mãe de Madeline que logo os barrou com uma recepção fria.

Olly pareceu chateado, não compreendeu. Ignorou ela por alguns dias, mas logo tentou contato de novo. Eles conversavam por mímica pelas janelas, depois conseguiram trocar e-mails e o inevitável aconteceu, se apaixonaram.

Livro tudo e todas as coisas

Antes de conhecê-lo, eu era feliz. Mas agora estou viva, e as duas coisas são bem diferentes.

Olly era puro encanto. Engraçado, apaixonante, passou a chamar Madeline de Maddy. Ela era tímida e doce. Por mais que soubesse dos perigos que corria, tinha muita curiosidade sobre a vida fora da casa. Olly parecia compreender onde estava se metendo e com tudo que ela estava sentindo por ele, não havia pessoa melhor para mostrar mais do mundo para ela.

Quanto mais eu tento deixar o mundo do lado de fora, ele parece cada vez mais determinado a entrar.

A doença não seria a única barreira que encontrariam, a mãe de Maddy jamais aprovaria uma amizade entre os dois, muito menos um romance, muito menos ainda qualquer coisa que envolvesse ela sair de casa.

Mas Maddy era jovem e estava apaixonada. Suas escolhas a levaram por um caminho sem volta, onde correr risco de vida se tornou o menor dos seus problemas.

Não há limite para o desejo.

Livro tudo e todas as coisas

A leitura é rápida e deliciosa. Em uma linguagem fácil, capítulos curtinhos, muitas ilustrações. Muito dinâmico. A autora não se aprofundou muito em explicar a doença em si, mas as consequências dela na vida da paciente. Foi muito sofrido imaginar que a pesar de raro, algo assim possa existir. A história é muito emocionante. É impossível não se envolver com as sensações de Madeline. Perder parte da família de forma tão brutal tornaria qualquer um perturbado, mas ela ainda precisa enfrentar a sua doença e a pressão de ser a única coisa que sobrou na vida para a mãe. Olly é o escape da sua tortura, ao mesmo tempo que inalcançável. A autora conseguiu me emocionar e envolver na medida certa. E preciso dizer que o final foi extremamente surpreendente e ainda mais emocionante. Sobre amor, lutas, relacionamentos, mas principalmente sobre sobrevivência. Recomendo muito a leitura! Olly entrou para a minha lista de crushs.

Livro tudo e todas as coisas

Achei essa edição lindíssima. Não sou muito fã de capa de livro com capa de filme, mas essa ficou encantadora e por dentro ainda incluíram algumas fotos do filme. A editora arrebentou. Eu já tinha na edição antiga, mas fiz questão de garantir nessa capa também.

Livro tudo e todas as coisas

Agora preciso assistir o filme. Estou ansiosa.

Alguém já conhecia? O que acharam?

Beijos,

Livro tudo e todas as coisas

35 Comentários

  1. Marcela Rodrigues15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  2. Milene Farias15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  3. Joice Santos15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  4. Ilane15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  5. Jhenny Alves15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  6. Tony Lucas15 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  7. Larissa Dutra16 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  8. Tuanny Sampaio16 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  9. Rê Toledo16 jun, 2017Responder
  10. Rê Toledo16 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  11. Michele Lima16 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  12. Sinopse dos livros (Jenni)19 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  13. Magia é Sonhar22 jun, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez23 jun, 2017Responder
  14. Viviane Oliveira01 jul, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez21 jul, 2017Responder
      • Viviane Oliveira21 jul, 2017Responder
  15. Renata Borges06 jul, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez21 jul, 2017Responder
  16. Italo Bernardo10 jul, 2017Responder
    • Marina Mafra Martinez21 jul, 2017Responder
  17. julinha09 ago, 2017Responder

deixe seu comentário