Um beijo à meia-noite

Eloisa James

Editora: Arqueiro

Páginas: 320

Ano: 2017

Sinopse:

Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Ah os contos de fadas! Aquelas histórias que nos trazem diversos tipos de personagens diferentes entre si, mas todos em busca de uma coisa só: o tão sonhado final feliz. É impossível não se apaixonar profundamente por esse tipo de história, mas e quando uma autora resolve fazer uma releitura de um desses populares contos de fadas?

Em Um beijo à meia-noite temos uma maravilhosa releitura do clássico Cinderela que encantou e encanta gerações ao redor do mundo. Mas não pensem que o livro segue a história original, pelo contrário, muitas surpresas e fortes emoções lhe esperam nessa leitura.

A jovem Kate Daltry se considera praticamente uma idosa de 23 anos e que já passou da idade apropriada para se casar. Há sete anos, desde a morte do pai, ela deixou de ser a dama da casa para se tornar uma escrava pessoal da madrasta Mariana, uma mulher mesquinha e fútil.

Sem ter tido o privilégio de freqüentar os salões da alta sociedade, Kate jamais iria esperar que após tanto tormento nas mãos de sua madrasta, ela a obrigaria a comparecer a um baile para preservar o nome da família. A revolta foi imensa, porém que jovem moça perderia uma oportunidade com que tanto sonhou? Um baile em um castelo!

“– No que está pensando?
A voz dele era como veludo, grave e com um leve sotaque.
– Estou apreciando o peixe – mentiu Kate.
E ele sabia que era mentira. Havia um demônio naqueles olhos, e eles registraram seu fingimento.
– Eu arriscaria dizer que pensava em mim.” (Página 66)

E como se a vida já não estivesse começando a ser um pouco melhor para Kate, chegando ao castelo ela se depara com ninguém menos do que um príncipe. Gabriel desperta algo em Kate, e sua capacidade de ser irritante provoca uma forte atração em ambos. Mas a vida nem sempre é um perfeito conto de fadas, sem nenhum problema e um romance entre os dois seria impossível.

“Aquilo era uma mentira descarada, pois Kate não conseguia pensar em uma só mulher que não daria tudo para se casar com ele. Com exceção dela própria, claro.” (Página 86)

Gabriel está prometido a uma princesa, e o dote milionário dela é o que salvará seu castelo da ruína e as pessoas que por lá vivem. O príncipe ao invés de pensar em como cortejará sua futura esposa, acaba se entregando sentimentalmente cada vez mais a Kate, é impossível para ele negar o quanto queria a jovem curiosa e inteligente que ao contrário das outras pessoas, o tratava apenas como um ser humano normal.

“Não era nada justo com o resto da humanidade que um príncipe tivesse olhos como aqueles. Mais precisamente, não era justo com as mulheres.” (Página 99)

Existe algo nesse mundo que seja mais forte do que o poder de um amor puro, sincero e verdadeiro? Provavelmente não. E Gabriel quando se dá conta disso, percebe que não será fácil se casar com a princesa, enquanto seu coração bate por sua doce e atrevida Kate. Mas poderia um príncipe abdicar de tudo o que foi instruído a fazer desde que nasceu para seguir os caminhos do seu coração? O amor venceria o dilema da obrigação moral em que Gabriel se encontrava?

“– Por alguma razão, sou louco por seus beijos, Kate – confessou. Seu olhar encontrou o dela e a paralisou, como um coelho diante de uma raposa. – Não sei o que é. Não consigo parar de pensar em você. Beijar você foi a primeira coisa que pensei em fazer quando acordei hoje de manhã – disse ele com naturalidade.” (Página 174)

Ah meus caros, Julia Quinn continua ocupando o pedestal em meu coração no quesito romances de época, mas agora definitivamente o segundo lugar pertence à Eloisa James. Se eu já havia me apaixonado pela escrita dela em Quando a Bela domou a Fera, Um beijo à meia-noite foi a decisão final de amar essa autora para a vida toda.

Do meu trio de princesas preferidas, Cinderela está presente, então, conseguem imaginar a carga positiva que esse livro teve em meu conceito né? A forma totalmente única e ao mesmo tempo nostálgica que a Eloisa usou para escrever essa história foi algo que me colocou dentro da narrativa em todos os momentos. Senti as emoções, angústias, alegrias e decepções dos personagens como se fossem os meus próprios sentimentos.

Combinando diversão, magia e fascínio na escrita, esse é um livro para todos os adoradores de contos de fadas e a busca pelos seus finais felizes. Recomendo a leitura com todo o meu coração. E não pensem que o sapatinho de cristal e a fada madrinha ficaram de fora dessa belíssima história.

“– Eu o amo. – Ela assentiu. – Com todo o meu coração. – E trouxe o rosto dele para junto do seu, dando-lhe o beijo mais doce de sua vida. – Você é meu – sussurrou. – De alguma forma, em algum lugar muito especial do meu coração, você sempre estará comigo.” (Página 255)

Esse é o segundo livro da série contos de fadas, então se preparem para mais emoções. Preciso enaltecer a Editora Arqueiro pela diagramação fantástica que esse livro possui. A capa já é um atrativo maravilhoso, mas ao abrir o livro a maravilha se estende pelas páginas.

12 Comentários

  1. Marina Mafra05 mar, 2018Responder
  2. Sam Joyce06 mar, 2018Responder
  3. Rubyane06 mar, 2018Responder
  4. Amanda06 mar, 2018Responder
  5. Camila Carvallho07 mar, 2018Responder
  6. Karolini Barbara07 mar, 2018Responder
  7. Le09 mar, 2018Responder

deixe seu comentário