Amor em Manhattan

Sarah Morgan

Editora: Harlequin

Páginas: 384

Ano: 2018

Sinopse:

Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.

Resenha:

Ah Nova York, a cidade que nunca dorme, a capital do mundo, a grande maça. Considerada a cidade mais populosa dos Estados Unidos, é também a terceira mais populosa da America. As pessoas amam NY é o que dá para perceber rs. E é em Manhattan, um dos povoados mais antigos que formam a cidade de Nova York, que se passa a história de nossa personagem principal: Paige Walker.

“Paige não queria se destacar. Não queria ser diferente, preciosa ou especial. Ela não queria ser a garota-propaganda de ninguém.” (Página 8)

Uma mulher tranqüila, extremamente competente no que faz e sistematizada. Paige é alguém que encara todos os desafios de peito aberto e sem medo nenhum. Após passar por uma infância conturbada em hospitais, com problemas graves de saúde e sendo protegida em excesso pelos pais e pelo irmão mais velho, tudo o que ela mais quer hoje é a autonomia de sua vida para poder tomar todas as decisões que quiser.

“Todo mundo sabe que a realidade nunca chega perto de uma fantasia e Paige estava disposta a pagar um preço alto para destruir suas ilusões.” (Página 62)

Ela decide sair da ilha pacifica que cresceu e se aventurar na grande Nova York junto com suas duas melhores amigas, Eva e Frankie. Eva é uma romântica incurável, já Frankie e fria e sensata em relação ao amor. Com duas amigas completamente diferentes, Paige decide abrir a própria empresa e estabelecer a sua autonomia em NY.

Ser a CEO de uma empresa não é tão difícil quanto esconder os sentimentos que sente desde a adolescência por Jake Romano; um dos solteiros mais charmosos de Manhattan, o sonho de consumo de todas as mulheres, um gênio da computação e o melhor amigo do irmão dela.

“Jake aprendera desde cedo que o amor era passageiro e imprevisível. Era algo que poderia ser tirad de você tao facilmente quanto podia ser concedido.” (Página 155)

Tudo começa a mudar entre eles quando Jake faz uma proposta para a empresa de Paige e os dois são obrigados a passarem mais tempo juntos e sozinhos. A química entre eles que sempre existiu, mas estava adormecida, acorda de uma maneira quente e perigosa.

“- Porque eu me importo com você, Paige. Eu não quero te magoar. Seu coração já sofreu demais. você não precisa passar por mais isso. (Página 224)

Porém apesar de ser um magnata dos negócios, Jake é um homem marcado pela dor e sofrimento desde a infância, e não acredita em amor ou finais felizes. Caberá a Paige arrancar os traumas do coração do amor de sua vida, mas existe cura para dores tão profundas quanto as que ele carrega?

Meus caros, que história evolvente, divertida e que aquece o coração. É impossível não se sensibilizar com tudo o que Paige passou para ser a mulher forte e segura de si que é hoje. Ao longo das paginas vamos entendendo toda a magoa que Jake possui no coração e passamos a compreender o que as interferências do passado fizeram do homem que ele é hoje.

Esse é um Chick-lit bem amorzinho de ler e que me arrancou altas gargalhadas e suspiros. Amor em Manhattan é o primeiro livro da série Para Nova York com amor e eu mal posso esperar pelos próximos. Me encantei pela escrita da Sarah Morgan e com toda a certeza procurarei outros livros dela.

“- Você não tem que mudar o mundo inteiro – murmurou Paige -,apenas uma pequena parte e, às vezes, essas mudanças podem ate ser pequenas, mas não sem importância. Sem as engrenagens a maquina não funciona.” (Página 313)

Algumas pessoas me procuraram para saber mais sobre esse livro e fiquei morta de felicidade. Quem mais aqui quer lê-lo? Me contem.

4 Comentários

  1. Marina Mafra13 abr, 2018Responder
  2. Le13 abr, 2018Responder

deixe seu comentário