Mirta vento amarelo

André Regal

Editora: Chiado

Páginas: 564

Ano: 2017

Sinopse:

Mirta Vento Amarelo, uma pesquisadora de inteligência incomparável, faz uma viagem à capital quando, no meio do caminho, depara-se com um dragão bastante ferido. Ele revela que um grupo de misteriosos soldados de armadura branca está caçando os membros de sua espécie e arrancando suas carapaças. Até mesmo a mais sagrada das criaturas, Corff, o rei dos dragões, corre perigo. Mirta vê-se muito interessada em todo mistério que rodeia o caso, e com o intelecto desafiado, resolve investigar. Seu envolvimento precoce custará muito caro, e a vida de todos em Virídea passará a correr sérios riscos.

Resenha:

Quando entrar em algum ambiente, lembre-se de que todo ele se comunica com você, de alguma forma. (Página 47)

Mirta era famosa por desvendar qualquer mistério. Viajava pelo mundo em uma carruagem especial e muito bem equipada, mais uma das suas invenções. Acompanhada de Cerúleo, seu amigo fiel, que embora fosse uma ave e não falasse, ela entendia perfeitamente cada um dos seus ruídos.

Nunca faço planos a longo prazo, o mundo é contingente demais. (Página 120)

Com personalidade forte e impaciente, talvez por ser extremamente inteligente, Mirta também possuia um coração enorme e por mais que tentasse ser curta e grossa, só cativava por onde passava, o que a torna cômica de forma muito natural.

Uma vez que encontro a verdade, não tenho problema algum em jogar tudo o que eu acreditava para o espaço. (Página 122)

O destino os leva para Vila dos Porcos, onde conhecem Brinaff, um dragão, extremamente machucado. Mesmo não sabendo nada sobre o passado do dragão, ela decide ajudá-lo. Seguem viagem, mas desta vez com Brinaff.

Sou muito bom em fugir. Esse será sempre eu. (Página 274)

O dragão é doce e encantador. Rapidamente se apega a Mirta, a apelidando de pequena. Mas é atrapalhado e enorme. Mesmo tentando ajudar, só os coloca em mais confusões.

Mirta não desconfiou que ele pudesse ser realmente um problema, mas Brinaff escondia segredos. Os motivos que o levaram a fugir, se esconder e estar tão machucado, não apenas colocaram a vida da sua pequena em perigo, ele ainda foi o responsável por ela estar completamente sozinha no mundo.

É engraçado como a vida nos prega peças. Todos sabem que, com o tempo, os sentimentos suavizam-se, evaporando como água largada em uma bacia. (Páginas 179)

Ela teve dificuldade de perdoar, já que tanto lhe foi tirado e ainda mais quando, por causa dele, ela passou de admirada para procurada em todo reino.

Quando segredos são revelados, uma guerra fica prestes a começar. A vida de todos estava em perigo.

… pelos tremores da fortaleza, devo dizer que seu interior não deve estar nada convidativo. (…) Mas ainda pior deve estar seu peito, cheio de angústias. (Página 544)

A pequena Mirta Vento Amarelo, chamada assim devido aos seus cabelos loiros esvoaçantes, vai descobrir que mais especial que toda inteligencia e magia, é ter amigos por quem se sacrificar.

Ai gente, criei um amor sem tamanho por esse livro. É narrado em terceira pessoa, por alguém que esteve presente na história, mas que só se revela no final. A idade da Mirta foi outro fato surpreendente. O autor criou um mundo encantado, em uma história dura sobre seguir em frente, independente do que aconteça no caminho. Cada capítulo revela uma parte do mistério que se tornou a vida de Mirta, após conhecer Brinaff. Em uma linguagem cômica, a história possui partes fortes e sofridas, mas necessárias para a criação dos heróis. O final me surpreendeu e emocionou.

Mas a vida é como água, meus amigos. Não existe espaço que ela não tente, com todas as forças, preencher. (Página 89)

Eu preciso que vocês conheçam essa história, foi difícil escolher um personagem favorito, mas de um jeito especial, Brinaff conquistou o meu coração.

Veja, jovem Mirta, nós, dragões, dormimos por semanas quando estamos cansados. (Página 122)

André, que livro, que imaginação, que talento! Agradeço demais por ter me presenteado com essa obra incrível! Foi um prazer imenso. Mas já deve estar cansado de ler essas palavras de mim! haha

Ainda esse ano, viajo na leitura de O Brakki, o novo livro do autor, já disponível pela Amazon. Aceito fazer a leitura em dupla, com quem desejar! =)

E por falar nisso, essa leitura foi feita em trio. É só clicar para ler as resenhas das minhas meninas: Blog Retipatia e Blog O Reino das Páginas. Obrigada, suas lindas! É sempre uma delícia. Fizemos até um bolão para descobrir quem narrava a história, eu acertei! (há! Me achei! Desculpa! rs) E rolou até apelido, viramos as “Mirteiras”. O autor gostou! haha

Para conhecer mais do querido André Regal, acesse o seu site: www.mirtaventoamarelo.com.br.

Eu, como autor, acredito piamente que as histórias mudam a vida das pessoas. – Nota do Autor (Página 7)

Antes de acabar a resenha, preciso falar dessa capa. O que é essa arte, gente? O desenho retrata demais a história e me fez sonhar com funko pop dos personagens! Aimeucoração!!!!

Já disse que recomendo? Por favor! Leiam!

Beijos

3 Comentários

  1. Renata09 fev, 2018Responder
  2. Le10 fev, 2018Responder

deixe seu comentário