A inconveniente loja de conveni√™ncia ūüćô

Kim Ho-yeon

Editora: Bertrand Brasil

P√°ginas: 272

Ano: 2023

Sinopse:

ok-go mora na Esta√ß√£o Seul e passa seus dias olhando para a mesma loja de conveni√™ncia. Ele n√£o tem lembran√ßas do seu passado, mas sabe que daria tudo para beber uma dose de soju. Quando acha uma bolsinha com documentos e uma carteira, ele n√£o faz a menor ideia de que sua vida est√° prestes a mudar. A senhora Yeom, uma professora de hist√≥ria aposentada, perdeu sua bolsinha na esta√ß√£o. Mas gra√ßas ao bom Deus que sempre a protege, assim que deu falta dos seus pertences, recebeu uma liga√ß√£o de um telefone p√ļblico informando que tinham sido encontrados. Ela fica t√£o grata que resolve levar Dok-go at√© sua loja de conveni√™ncia para lhe dar de comer. Ao ver a felicidade estampada em seu rosto, ela diz que ele pode passar l√° todo dia e pegar uma marmita. Por uma reviravolta do destino, Dok-go acaba salvando a loja de um assalto. E, mesmo que os funcion√°rios n√£o confiem tanto assim nele, a senhora Yeom oferece ao homem com apar√™ncia de urso a vaga do turno da noite. Aos poucos, Dok-go surpreende a todos e cativa as pessoas ao seu redor. O problema √© que o filho imprest√°vel da senhora Yeom tem outros planos para o lugar. Ele quer vender a loja e, nesse √≠nterim, contrata um detetive para descobrir o que Dok-go vem tentando a todo custo esquecer.

Momento resenha:

Esse √© um livro de um g√™nero que vem ganhando bastante relev√Ęncia denominado healing literature (literatura de cultura em portugu√™s), e como √© comum ao estilo √© um livro profundo e nem sempre t√£o f√°cil de ler. Esse livro em especial eu tive certa dificuldade de ler devido as mudan√ßas de personagem que est√° narrando de um cap√≠tulo para o outro. Mas quando falamos da profundidade e dos temas envolvidos, esse √© um livro 100% perfeito!¬†

Nesse livro temos como hist√≥ria de Dok-go, morador de rua que parece ter um cora√ß√£o enorme e um car√°ter incontest√°vel. Mas sem lembran√ßa alguma de seu passado. Ao fazer uma boa a√ß√£o para senhora Yeom que √© dona de uma loja de conveni√™ncia. Nas primeiras p√°ginas j√° vemos o nascimento da rela√ß√£o desses dois personagens. E logo ele vira funcion√°rio de Yeom na loja. Por√©m,¬† todas as informa√ß√Ķes que temos desse personagem, s√£o rasas e distantes, n√£o sabemos porque ele √© t√£o diferente do que se espera de uma pessoa que n√£o tem teto.

No decorrer do livro temos diversas pessoas que aparecem e somem, dando toques especiais a história e aos personagens principais, mas não se deixe enganar, esse livro é sobre Dok-go e sua forma peculiar de se relacionar com outras pessoas. 

Passamos todo o livro esperando uma resposta sobre quem realmente √© esse personagem misterioso, e apenas no √ļltimo cap√≠tulo esse segredo √© relevado nas palavras e lembran√ßas do pr√≥prio Dok-go, por√©m j√° aviso, √© surpreendente e incr√≠vel. ¬†Esse livro tem uma profundidade impressionante para 270 p√°ginas. N√£o se fala simplesmente da import√Ęncia da fam√≠lia e da confian√ßa de outras pessoas. Mas trata tamb√©m sobre sermos respons√°veis sobre os nossos atos e sobre as consequ√™ncias que nos recaem depois das decis√Ķes tomadas.

Moral do livro:

√Č um livro sobre valorizar as pessoas ao nosso redor, respeitando cada um deles, ouvindo de forma ativa de verdade e com total aten√ß√£o, sobre estabelecer limites para qualquer rela√ß√£o que tenhamos seja familiar ou entre amigos.¬†Quando perdemos a ess√™ncia de quem somos, podemos perder totalmente o sentido da vida e as pessoas que amamos. Mas principalmente nos perdemos de n√≥s mesmos. E ao tentar fugir de algo que possa ter acontecido no passado de nossas fam√≠lias, podemos repetir de uma forma similar sem perceber. Di√°logo √© o cora√ß√£o de toda e qualquer rela√ß√£o, sempre!¬†Indico a leitura para todas as pessoas, logo todos os meus amigos ganhar√£o esse livro de anivers√°rio esse ano, se preparem! haha

Minha avalia√ß√£o amadora √©: ‚≠źÔłŹ‚≠źÔłŹ‚≠źÔłŹ‚≠źÔłŹ¬†

Minhas cita√ß√Ķes favoritas

No fim das contas, vida era relacionamento, e relacionamento era comunicação. Percebi finalmente que a felicidade não estaca longe; estava em compartilhar o coração com as pessoas ao nosso lado.

Sempre sobre comunicação, sempre! Sou uma pessoa que tem aprendido isso na prática, e o livro trouxe isso de forma ainda mais clara e profunda.

Uma ponte era um caminho por onde passar, n√£o um lugar de onde pular.

Eu nunca havia parado para pensar sobre a vida de um morador de rua, e como deve ser difícil entender o que te levou até ali. Eu entendo facilmente essas pessoas escolherem viver de forma isolada e com tendências ao alcoolismo. Com toda certezas essas pessoas buscam esquecer o passado que as levou a uma situação tão ruim e sem rumo.

Publicado em: 13/03/2024

01 Coment√°rio

  1. Marina Mafra13 mar, 2024Responder

deixe seu coment√°rio