DISQUE T PARA TITIAS

Jesse Q. Sutanto

Editora: Intrínseca

Páginas: 344

Ano: 2022

Sinopse:

Meddelin Chan vai a um encontro as cegas, e acaba matando o cara. Pede ajuda a mãe que liga imediatamente para as irmãs, três tias intrometidas que vão ajudá-la a se livrar do corpo. O fato é que desovar um cadáver, não é tão simples quanto elas pensaram, ainda mais quando acidentalmente ele vai parar em um hotel luxuoso, em um casamento com duas mil pessoas organizado pela família Chan. Se não bastasse, Meddy reencontra seu grande amor, dos tempos de faculdade. Será que Maddy vai conseguir realizar o casamento, se livrar do corpo, reconquistar seu ex-namorado e se esquivar das acusações de assassinato em apenas dois dias?

Eu estava muito ansiosa para ler esse livro, o tema me aguçou, porque quando se fala em família, tudo me interessa. Eu tenho três tias fantásticas, que se fosse preciso esconderiam um cadáver comigo, e essa relação intensa que nós temos me fez mergulhar pelo primeiro livro adulto de Jesse Q. Sutanto, ela não poderia ter se expressado melhor, nos dando uma aula de sua cultura, de uma forma divertida e única.

Meddelin Chan, a protagonista dessa comédia-romantica, ou como eu diria, história caótica, nos traz um pouco da cultura sino-indonésia. Assombrada pela maldição da família Chan, Meddy não quis ir embora, como acontece com todos os homens da sua família e acabou se estabelecendo junto a mãe e as tias, assim ela sempre as teria por perto e nunca seria abandonada. Todas moram na mesma rua e trabalham juntas, a família Chan possui uma agência de casamentos, onde Meddy é fotógrafa.

De tanta insistência da mãe e das tias, Meddy aceita ir ao encontro as cegas, desastroso por sinal, onde ela acaba, sem querer matando o cara. Desesperada ela pede ajuda para mãe, que com toda a paciência do mundo, lhe oferece um chá quente e a manda cortar frutas, poque já ligou para suas tias para elas virem ajudar.

Meu corpo inteiro se contrai ao pensar em encostar nele de novo. Mas minha mente é como um animal selvagem enjaulado, rosnando e jogando-se contra as grades. Preciso sair daqui. Não posso ficar aqui nem mais um minuto.

Meddelin agora tem que lidar com as tias intrometidas para ajudá-la a esconder um corpo. Que por engano vai parar num resort luxuoso, no casamento mais importante e rentável da agência das Chan’s.

Esconder o corpo sem que nenhum convidado o notasse, passa a ser a tarefa mais difícil de toda a cerimônia. E se não bastasse toda essa confusão, Meddy descobre que o administrador do hotel é o grande amor da sua vida, que desde a faculdade ela esconde da mãe e das tias.

É chocante a rapidez com que me adaptei à ideia de, bem, matar um cara e descartar seu corpo. Nunca pensei que seria capaz de pensar numa coisa dessas.

 

Essa deliciosa trama, mostra o poder da união, dos laços de sangue, e que sim, elas fazem tudo pela família, a leitura é fácil e divertida, me peguei a gargalhar em diversos trechos.

Como pode dizer uma coisa dessas? Suas tias vêm aqui, tão tarde da noite, para ajudar a sumir com um corpo, e nem oferecemos comida?

E você, também tem tias que te ajudariam a esconder um cadáver? Sim, eu sou uma mulher de muita sorte, pois eu tenho três.

01 Comentário

  1. Graziele07 nov, 2022Responder

deixe seu comentário