O Mar de Monstros

Rick Riordan

Editora: Intrínseca

Páginas: 304

Ano: 2009

Sinopse:


**Resenha contém spoilers caso você não tenha lido o anterior.

 

Livro anterior:
O Ladrão de Raios

Resenha:

 

O Acampamento Meio-Sangue é protegido pela árvore de Thalia, localizada na entrada no Acampamento. 

 

Nessa livro, a árvore é envenenada e a barreira mágica de proteção enfraquece. O Acampamento não está mais tão seguro contra os monstros. A única chance de salvar a árvore e o acampamento é encontrar o Velocino de Ouro, que com a sua magia, poderá devolver a paz aos campistas.

Percy descobre ser parente de Tyson, um menino bem estranho e rejeitado, mas que gruda em Percy.

Quando Percy descobre que seu amigo/sátiro Grover sumiu, ele e Annabeth sabem que não vão conseguir ficar parados, mas a missão de encontrar o Velocino não é deles. Há regras no acampamento, as missões são divididas.

Claro que os nossos queridos não aguentam e saem escondidos em missão. Não conseguem despistar o “grude” de Percy, Tyson vai com eles. Juntos enfrentam o mar de monstros e não medem esforços para completar a missão.

Surgem novos personagens, novos vilões… Que garantem a aventura, em uma linguagem deliciosa e viciante que só o Riordan consegue nos trazer.

O final é uma surpresa imensa e linda, que te faz desejar o livro 3.

Eu acho que sou suspeita para falar dessa série. O autor tem uma linguagem cômica e misteriosa, que nos cativa e prende em cada aventura. É uma delícia de leitura para qualquer idade.

deixe seu comentário